Cyberbullying

Comentados por nós em sala de aula, esta é uma modalidade de bullying que passou para o espaço virtual, ou seja, aquele carinha chato que enche todo mundo, que quer que os outros façam sua tarefa, quer que você passe as respostas das questões das provas.. etc.. mas para isso sempre há uma ameaça, ou seja: “ Se você não fizer isso…. vou te bater na saída.. vou colocar sua foto no Orkut… etc”

A verdade é que acaba caracterizando uma situação de ameaça, ou seja.. crime de ameaça ou ato infracional, quando autor for menor de 18 anos.

Veja no E-Scholl News notícia veiculada em 2009 que mostra preocupação e fala sobre programas utilizados hoje nas escolas. Tais ações envolvem segurança e boa conduta na internet.

Bullying e Cyberbullying

Bullying é um termo que surgiu nos Estados Unidos, descrevendo o fenômeno onde alguém é intimidado e ameaçado por um ou mais colegas, forçado a fazer coisas que são humilhantes ou indesejáveis. Ultimamente têm saído muitas matérias na mídia, pois é um fenômeno que está se tornando mais público com a mídia digital. Muitos bullies estão até colocando vídeos de suas ações contra outros, tentando ganhar seus 15 segundos de fama.
Quando o bullying foi para o mundo virtual, através de mensagens no MSN ou no SMS, torpedo, etc, passou a ser chamado de cyberbullying. Mesmo sendo virtual, o cyberbullying é tão danoso quanto o bullying. Algumas vítimas chegam a querer cometer suicídio, de tão deprimidas que ficam.

Você conhece alguém que já passou por isso? Esta pessoa foi vítima ou bully? Este fenômeno infringe a boa ética, ou chega a ser ilegal, criminoso?

Coloque nos comentários a sua história, e reflita sobre esta prática e o que você pode fazer para ajudar a diminuí-la ou até a zerá-la. Qual é o nosso papel diante de uma agressão destas, mesmo que não seja diretamente conosco?

Pesquisa mostra que crianças no Ensino Fundamental cometem crimes online

Uma pesquisa feita pela Rochester Institute of Technology com 40.079 alunos de 14 escolas diferentes mostra que é mais ocorrente o fato de crianças cometerem crimes online do que serem vítimas de crimes online. Os principais crimes reportados foram bullying, troca de imagens inapropriadas, download de vídeos e músicas ilegalmente (sem pagar direitos autorais) e entram nas contas de outros (hacking).

O problema maior aparece em crianças entre 6a e 8a séries (7o a 9o anos), onde 45% relatam ter cometido algum crime, enquanto que 39% relatam ter sido vítimas.

Leia a reportagem completa (em inglês) em http://www.democratandchronicle.com/apps/pbcs.dll/article?AID=/20080618/NEWS01/806180339/1002/NEWS.

Por isso é tão importante refletirmos sobre nossas ações quando estamos na Internet. O mundo virtual dá a ilusão de anonimato, mas será que isso significa permissividade para fazer tudo que desejamos, sem pensar no bem do outro?